Daniel Alves, capitão da Seleção Brasileira e do São Paulo, utilizou as redes sociais para criticar as declarações do presidente da República, Jair Bolsonaro, que deu um pronunciamento na noite de terça-feira (24) sobre a pandemia do novo coronavírus. O atleta pediu que o político não menospreze a doença e respeite o pedido de quarentena feito pela Organização Mundial de Saúde (OMS).


No pronunciamento, Bolsonaro adotou um discurso oposto ao que prega especialistas na área e defendeu que as pessoas voltem a sair de casa e que crianças vão para as escolas normalmente, pois a doença é apenas uma leve gripe. O presidente ainda afirmou que a imprensa tem sido responsável pelo pânico.


"Senhor presidente, respeito muito a sua presidência, respeito muito a vossa senhoria, mas são muitas famílias e muitas pessoas trabalhando em prol do combate a essa pandemia e o senhor, como a pessoa mais importante desse país, deveria também prezar pelo bem do nosso país e do nosso povo", publicou o jogador do São Paulo, que em outros momentos vividos pelo País, já havia demonstrado apoio ao presidente da República.

"É um momento muito difícil para o mundo e para nossa população, não devemos desfazer dessa situação, sobretudo se não temos cura para ela. Como um humilde cidadão eu venho expressar a minha opinião, pois não quero viver sem poder compartilhar momentos com as pessoas nem viver com medo delas! Que Deus abençoe o Brasil e o mundo", completou o atleta, que tem mais de 30 milhões de seguidores na página no Instagram.



Antes, o jogador já havia se manifestado sobre a pandemia e havia dito que esperava ver uma mudança positiva nas pessoas após passarem por um momento tão delicado. Daniel Alves está de quarentena, como os demais jogadores do São Paulo e do futebol brasileiro. Todas as competições estão paralisadas no Brasil e não há uma previsão para que os jogos retornem.



Fonte: Diário do Nordeste

Postado por: Radialista Sergio Adriano / Web Radio Jaguar